Medicinal Farmácia de Manipulação

Alimentos que fortalecem o sistema imunológico

O corpo reage diariamente aos ataques de bactérias, vírus e outros micróbios por meio do sistema imunológico. Muito complexa, essa barreira é composta por milhões de células de diferentes tipos e com diferentes funções, responsáveis por garantir a defesa do organismo e por manter o corpo funcionando livre de doenças.
Tudo aquilo que faz parte da rotina alimentar tem influência no funcionamento do nosso organismo. Se uma pessoa se alimenta apenas para saciar sua fome, sem se preocupar com a qualidade dos alimentos, é bem provável que aumente a sua vulnerabilidade a doenças.

 Alimentos aumentam a imunidade

Alimentar-se bem e suprir as necessidades nutricionais do corpo é fundamental para manter uma boa saúde e as células de defesa ativas e entre as substâncias mais recomendadas para fortalecer o sistema imunológico estão:

Vitamina C: presente na laranja, limão e frutas cítricas em geral;
Vitamina B6: pode aumentar a imunidade geral do organismo. Tem ação protetora contra o câncer e ajuda a controlar alguns tipos de diabetes. Está presente no levedo de cerveja, lentilha, arroz integral, semente de girassol, soja, gérmen de trigo, banana, cenoura, abacate, melão, vísceras, peixe, frango, gema de ovo, nozes.
Condimentos: alho, cebola, gengibre (também rico em vitamina C), manjericão, orégano, páprica, salsa, coentro e pimenta.
Vitamina A: cenoura, couve, abóbora; 
Vitamina E: grãos, folhas verdes e óleos vegetais; 
Ômega 3: salmão, atum, linhaça; 
Ácido fólico: vegetais verde escuro, feijão, cogumelos; 
Zinco: carne bovina, nozes e amêndoas.
Selênio: antioxidante, imunoestimulante, desintoxicante e anti-inflamatório. Frutos do mar, vísceras, alho, cebola, milho, cereais integrais (como aveia e quinoa), cogumelo, levedo cerveja, castanha-do-pará e ovos caipiras são alguns exemplos de alimentos para imunidade. 
Probióticos: são micro-organismos vivos que atuam na microbiota intestinal. Uma microbiota saudável pode melhorar a digestão e a absorção de nutrientes, além de fortalecer a defesa do organismo contra infecções. São encontrados normalmente em alimentos fermentados, como os iogurtes, e em suplementos. 
Prebióticos: são as fibras alimentares, que servem de “alimentos” para os probióticos, estimulando o seu crescimento. Além disso, melhoram o funcionamento intestinal, contribuindo para a saúde do organismo como um todo. São encontrados nas cascas dos alimentos, bem como em vegetais, frutas, legumes, alho, cebola, tomate e em produtos farmacêuticos industrializados. 

Portanto, montando um cardápio variado e balanceado — se preferir, com a ajuda de um nutricionista — é possível favorecer a imunidade, reduzindo as chances de deficiências e suas complicações.  A pratica de exercícios, o sono adequado, eliminação de maus hábitos (álcool, cigarro) e suplementação vitamínica também ajudam a manter o sistema imunológico em pleno funcionamento.

Suplementação vitamínica

Aqui na farmácia, possuímos algumas substâncias na farmácia que também auxiliam que também ajudam no fortalecimento do sistema imunológico:
- Óleo de Alho: Em testes laboratoriais, os investigadores descobriram que o alho tem propriedades que permitem combater a infecção, as bactérias, vírus e fungos. 
- Vitamina C: De acordo com um artigo da National Library of Medicine, os resfriados de pessoas que consomem regularmente a vitamina C, presente em frutas cítricas, podem durar menos tempo e os seus sintomas nesses casos são geralmente menos graves. 
- Própolis Verde: O própolis possui diversas funções sendo elas antibacteriana, anti-inflamatória, antioxidante, dentre outras. A presença dos diversos compostos fenólicos, principalmente os flavonoides, explicam, em parte, a grande variedade das propriedades terapêuticas do própolis;
- Vitamina D:  Desde a vitamina D os níveis diminuem durante o outono e o inverno quando os dias são mais curtos e a luz solar é relativamente fraca, este pode explicar porque os povos são uma infecção viral mais inclinada durante estas épocas. Igualmente sugere esse suplemento da vitamina D, especialmente em umas populações mais velhas, poderia reforçar a imunidade inata da pessoa contra infecções virais. 

Para saber mais, entre em contato conosco pelo WhatsApp!